Uma medicação errada, aplicada em uma criança especial, resultou no agravamento de sua saúde.

A situação foi registrada no Hospital Regional de Pombal, na última sexta-feira (13/07) .

A direção da unidade ainda não se pronunciou de forma oficial sobre o fato.

A denúncia chegou a imprensa bem como a Delegacia de Polícia Civil, que deverá apurar os detalhes que levaram a aplicação do medicamento errado.

Na ocasião teria sido feita pelo profissional identificado por João Marcos que trabalha na unidade, no entanto, não estaria mais prestando serviço desde o ocorrido. Não se sabe se por abandono do trabalho ou por afastamento.

Enquanto a versão oficial sobre o caso não é apresentada, o garoto continua em uma UTI correndo risco de morte, enquanto a família permanece revoltada lutando por justiça.

Segundo a mãe, Gizelda Fernandes de Almeida, o medicamento aplicado é prescrito para pacientes com câncer ou outras doenças mais graves.

Durante o procedimento o profissional errou a aplicação e acabou introduzindo de forma intravenosa uma medicação não indicada.

FOTO: REPRODUÇÃO DO PORTAL LIBERDADE PB

Após a dose, o garoto teve uma reação imediata e permanece internado em estado grave.

Diante do exposto espera-se por parte do HRP todas as medidas necessárias para apurar o fato que já foi comunicado às autoridades policiais.

Não é a primeira vez que acontece a aplicação errada de medicamento em pacientes, erro que já chegou a custar vidas.

Durante participação em um programa aprestado pela Rádio Bom Sucesso FM uma popular, falando em nome da família, confirmou o acontecido.

FONTE: LIBERDADE PB