(Gilvan de Souza/Flamengo)

audiência que decidirá se Paolo Guerrero poderá ou não defender o Peru na Copa já tem data marcada: 3 de maio.

O atacante foi pego no exame antidoping em outubro passado e pegou gancho de seis meses, por uso de benzoilecgonina, um metabólito da coca ou da cocaína. O jogador teve aumento de pena pedido pela Wada, Agência Mundial Antidoping, na Corte Arbitral do Esporte.

Se a pena atual for mantida, Guerrero fica liberado a partir do próprio dia 3 de maio, quando sua punição se encerra.

Principal nome da seleção peruana, Guerrero é nome certo na convocação de Ricardo Gareca, técnico da equipe.

“Na prática, não haverá efeito algum. Mas para o Guerrero é a prova de que não quis trapacear e que foi um incidente. Vamos enfrentar o julgamento da mesma maneira como enfrentamos os outros, com a mesma linha de defesa” declarou Bichara Neto, advogado do jogador, que ainda pertence ao Flamengo e já está treinando com os companheiros desde março.

FONTE: NOTÍCIAS AO MINUTO