Os Policiais rodoviários federais apreenderam 15 pássaros silvestres na manhã deste sábado (14), durante uma fiscalização de rotina no Km 36 da BR-427, no município de Pombal, no Sertão da Paraíba.

De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF) os PRF´s visualizaram 5 (cinco) gaiolas penduradas numa árvore às margens da rodovia, todas com 1 (uma) ave dentro, e uma pessoa sentada junto às gaiolas observando-as e cantado atraindo outras aves que estavam soltas na região com intenção de capturá-las. Diante do fato a equipe da PRF realizou a abordagem e verificou que o senhor Manoel do Bonfim M. Silva, de 54 anos de idade, era o responsável pelas aves, e que em uma das gaiolas havia um alçapão aberto e aramado.

Indagado sobre onde residia e se possuia mais aves, Manoel do Bonfim declarou que morava nas proximidades e que em casa havia mais aves sob seus cuidados. Ao fazer diligência até a residência de Manoel, os políciais rodoviários federais encontraram mais 10 (dez) pássaros.

Manoel do Bonfim declarou que tinha cadastro junto ao IBAMA e apresentou um comprovante de inscrição no Cadastro Técnico Federal de Nº 6791217, emitido em 18/ 01/2017, bem como um agendamento no SISPASS Nº 3.449, realizado em 16/03/2017. No entanto, não apresentou nenhuma lista válida de passeriforme, e nenhuma das aves apreendidas apresentava anilha de identificação.

As aves apreendidas foram 05 Galos de Campina (Paroaria dominicana), 02 Concrizes (Icterus jamacaii), 02 Marias Fitas (Lanio pileatus), 03 Goladinhos (Sporophila albogularis), 01 Rolinha Fogo-Pagou (Columbina squammata), 01 Caboclinho (Sporophila bouvreuil) e 01 Sabiá Laranjeira (Tudes rufiventris).

A PRF informou ao Patosverdade.com que foi configurado crime previsto pelo Art. 29 da Lei 9.605/98, motivo pelo qual foi lavrado o presente Termo Circusntaciado de Ocorrência.

As aves apreendidas foram encaminhadas para a Polícia Ambiental de Patos (PB) para a adoção das medidas cabíveis. O autor se comprometeu em comparecer em juízo quando intimado.

FOTO: REPRODUÇÃO DO PORTAL LIBERDADE PB

FONTE: LIBERDADE PB