Com bens declarados de R$ 1,8 milhão, o ministro da Saúde, Ricardo Barros (PP), comprou em 2014 metade de um terreno de R$ 56 milhões em Marialva (PR), destaca o jornal Folha de São Paulo.

À época, ele era secretário de Indústria e Comércio do Paraná. No ano seguinte, Barros apoiou, já como deputado federal, a liberação de R$ 450 milhões de emenda da União para a construção de uma rodovia de 32 km que passa a 3 km do terreno em questão. A verba acabou bloqueada no ajuste fiscal.

PARÁIBA ONLINE