Em Cajazeiras, o Secretário João Azevêdo (PSB) lamentou nessa segunda-feira (26), a decisão do Tribunal Regional Eleitoral que o proíbe de participar do Orçamento Democrático Estadual e de até ser mencionado pelo governador Ricardo Coutinho (PSB) durante as plenárias. A decisão foi publicada na semana passada.

João Azevêdo disse que viu a medida com estranheza, pois desde 2011 participa do Orçamento Democrático estadual, e este ano, antes das plenárias de Campina Grande e João Pessoa saiu a determinação do TRE.

O secretário disse que ficou muito triste com a decisão, pois gosta muito de participar do ODE. “Lá, além do empoderamento da população, além de tudo que o orçamento traz para o Governo, para o seu planejamento, é uma grande escola”, destacou ele.

 

O socialista revelou que recorreu ao Supremo, mas reconheceu que qualquer que seja a decisão não terá um efeito prático, pois já na próxima semana ele estará deixando a Pasta para ficar à disposição do partido.

“Estarei deixando o Governo para ficar à disposição do partido nessa pré-candidatura ao Governo do Estado”, relembrou Azevêdo.

FONTE: DIÁRIO DO SERTÃO