Até o início da manhã desta segunda-feira (6), mais de 13 mil pessoas assinaram uma petição online pedindo que o goleiro Bruno, ex-Flamengo, não seja contratado por nenhum clube de futebol. O atleta, condenado pela morte da ex-amante e modelo Eliza Samúdio, estava preso desde 2010 e foi solto no último dia 24 de fevereiro.

No documento, o grupo “exige uma postura Ética e Moral e não somente populista por parte dos Dirigentes dos clubes”. O manifesto ainda diz, como pontuou o colunista Ancelmo Góis, que acredita na “regeneração dos sentenciados”, mas que exige de Bruno uma “condição para mostrar seu real arrependimento”: dizer à mãe de Eliza onde estão os restos mortais da ex-modelo, para que a família tenha um sepultamento digno.

Como foi dito pelos advogados do goleiro, há clubes interessados na contratação dele. Entre os que assinaram a petição, estão nomes como o da atriz Letícia Sabatella.

DIÁRIO DO SERTÃO