Em meio ao clima pesado no Vasco, uma boa notícia: o STJD anulou a interdição de São Januário, que era válida por 180 dias. Desta forma, o clube, após cumprir a punição da perda de seis mandos de campo, poderá voltar à Colina Histórica. Entretanto, para que a liberação aconteça por completo, o Ministério Público precisa dar o aval.

O episódio que causou a interdição aconteceu há exato um mês, no jogo contra o Flamengo, onde uma briga generalizada entre torcida e policiais tomou conta do estádio. O presidente do STJD paralisou a Colina Histórica por 180 dias, mesmo antes de qualquer julgamento. Depois, o caso foi a pleito e a punição foi mantida.

O STJD impôs ao Vasco que uma cabine de segurança fosse colocada para proteção à imprensa, o que já foi feito, e exigiu um laudo da CBF no estádio, também já ocorrido. Por isso, o órgão decretou a anulação da interdição.

Para ter a completa liberação de São Januário, o Vasco vai precisar apresentar um “plano de ação” ao Ministério Público, mostrando todas as medidas que toma para realizar jogos no estádio. A situação é encarada com muito otimismo pela diretoria.

Na quinta-feira (10), a partir das 11h (de Brasília), o STJD vai julgar o Vasco, que recorreu a pena de seis jogos, tentando reduzir para três, além do recurso apresentado também pela procuradoria do órgão, que busca o aumento da punição por ter achado inadequada.

Fonte: Esporte Interativo