Foi julgada improcedente AIJE – Ação de Investigação Judicial Eleitoral, apresentada pela Oposição de Pombal contra o Prefeito, Abmael de Sousa Lacerda (PMDB) .

A Lide tratava da inelegibilidade do prefeito eleito em outubro do ano passado pelo fato do TCU – Tribunal de Contas da União ter rejeitada prestação de uns convênios federais na época em que Dr. Verissinho foi prefeito. A Oposição alegava a inelegibilidade, portanto, pedia a cassação do registro eleitoral.

Em Sessão, o Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba não reconheceu a denúncia apresentada na época pelo Partido dos Trabalhadores.

Dr. Verissinho foi eleito com 51,06% dos votos válidos em cima do seu concorrente, Dr. Paulo com 48, 94% dos votos válidos do eleitorado Pombalense.