Representantes do Selo Unicef (Fundação das Nações Unidas para a Infância) realizaram ontem no Hotel Xênius, em João Pessoa, uma reunião com representantes de 169 municípios paraibanos inscritos no Selo com a finalidade de melhorar os indicadores sociais. O encontro fez parte do segundo ciclo de capacitações do Selo Unicef edição 2017/2020. Segundo a representante da Unicef, Esperanza Vives, a Paraíba teve uma melhora considerável no índice de mortalidade infantil, mas ainda tem indicadores preocupantes nas áreas da educação e na exploração sexual infantil.

O também representante da Unicef que atua no Semiárido do país, Robert Gass, afirmou que as análises nos municípios foram iniciadas no ano passado e ontem foi feito um diagnóstico preliminar de pelo menos seis municípios. Na ocasião, também foi debatido quais os desafios que cada um terá que fazer para melhorar os indicadores sociais.

 

O mesmo diagnóstico será feito em Campina Grande nos dias 15 e 16 e em Pombal nos dias 17 e 18. Ele disse que os principais problemas ainda existentes nos municípios paraibanos são os de crianças não registradas, de crianças fora das salas de aula e também de mortes de adolescentes.

 

Os municípios paraibanos com esses problemas terão até 2020 para mudar a situação com políticas públicas e avançar nos direitos das crianças e adolescentes. “Na Paraíba o número de crianças fora das salas de aula é de 40%, ou seja, acima da média nacional. São crianças na faixa etária de 11 a 14 anos”, disse Robert Gass, enfatizando que estavam reunidos para buscar políticas públicas que sejam capazes de enfrentar e reduzir esses números nas áreas da educação e de proteção as crianças e adolescentes.

 

Ele disse que o problema da violência contra crianças e adolescentes é grave na região Nordeste mas pode e deve melhorar, como aconteceu com os índices da mortalidade infantil no Estado, que melhoraram consideravelmente.

 

“O ponto positivo para a Paraíba é que os municípios estão trabalhando para mudar os índices negativos. Os gestores estão mostrando interesse em trabalhar e melhorar a situação e nós também estamos aqui para melhorar as conquistas de vários municípios paraibanos que mostraram avanços colocando os direitos das crianças no centro de suas políticas públicas e foram certificados com o Selo Unicef”, afirmou Robert Gass.

FONTE: PB AGORA