A cidade de Lagoa, no Sertão da Paraíba, com aproximadamente 4.949 habitantes, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística está sem transporte para os universitários desde o reinício das aulas há quase um mês. A denúncia é de um universitário do município que estuda na cidade de Sousa.

O jovem denunciou que todos os universitários do município, que estudam nas cidades de Sousa, Patos e Cajazeiras estão prejudicados, pois não têm como custear transporte, considerando que são filhos que pais humildes e sem condições financeiras.

O estudante disse que a atual administração já foi procurada várias vezes e não solucionou o problema, nem estipulou prazo para uma possível solução, e enquanto isso, os alunos ficam prejudicados.

“Estamos perdendo aula. Tem dia que vamos de carro dividindo o combustível. Nos dias que tem prova ou trabalho”, disse o estudante

O outro lado
A reportagem do Diário do Sertão tentou ouvir o secretário de Finanças do prefeito Antonio Filho (Toinho Alípio- PSB), o advogado José Segundo, porém, não atendeu as ligações. Bem assim, fica aberto o espaço caso a administração municipal deseje se pronunciar.

No começo de janeiro deste ano, a gestão de Toinho Alípio foi denunciada por atraso no pagamento de salário do mês de dezembro de 2016, deixado pelo ex-prefeito da cidade, Magno Borges (PTB).

DIÁRIO DO SERTÃO