Um vídeo em poder da policia do Pernambuco, e que foi mostrado na TV Clube do Recife (veja abaixo), mostra uma prova diferente da versão dada pelo segurança Franciélio Lima, o “Branco”, de 30 anos, autor confesso do assassinato da policial militar pombalense Aline Ribeiro de Araújo, fato acontecido no dia 10 deste mês, na cidade de Tuparetama (PE).

Nas imagens de uma câmera de segurança instalada a poucos metros da casa da vítima, a polícia diz que o homem que pula o muro da residência é o acusado do crime.

No início da madrugada da segunda-feira, dia 10 de setembro, é possível ver uma pessoa caminhando próximo do local, que também seria Branco, para a polícia pernambucana.

Ao ser preso, dois dias após o corpo da PM ser encontrado, Branco disse ao Blog do Naldo Silva(OUÇA) que havia ido à cidade onde ela morava para se encontrarem, já que os dois estariam se relacionando mesmo após a separação, acontecida há dois anos.

Na entrevista, ele não citou o fato de ter supostamente pulado o muro para adentrar à casa.

Para a família, as imagens provam que o assassino premeditou a morte de Aline e que teria ido à Tuparetama com o único intuito de matá-la, já que ela não aceitava mais contato com ele.

Seu irmão, Albérico Filho, disse que ele tentou difamar sua imagem ao dizer que estavam se relacionando e que ela tentou atirar contra ele, após uma confusão por ciúmes.